Arquivo da tag: existencialismo

A vida após a morte

Nem me lembro exatamente como recebemos aquele diagnóstico, porque despenquei completamente da minha órbita. Gravitava em torno do meu umbigo e ocupava quase todo o espaço da nossa relação com as minhas carências afetivas. Mas saber que o câncer do … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , , , , , | 14 Comentários

Eu te devolvo o teu melhor

Na mesma semana em que me mudei para o prédio onde moro atualmente, encontrei a vizinha do andar de cima no saguão de entrada e, com um sorriso constrangido, ela me deu as boas vindas, mas foi logo apresentando um … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , , , | 5 Comentários

O velho normal

Destilo doses homeopáticas de felicidade porque a vida nos brinda com pequenas e diárias gotas de alegria, independentemente das circunstâncias. Transitamos entre momentos de bem-estar e de vulnerabilidade de forma permanente e saber reconhecer esse movimento dentro da realidade das … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , , , , | 4 Comentários

A morte que cai bem

  Ainda estava escuro quando despertei com um sonho revelador. Daqueles que tira nossa vontade de dormir e a substitui por caraminholas construtivas. Não fosse assim, bastava virar do outro lado e cochilar até amanhecer. Mas esse tipo de sonho, … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , | 1 Comentário

No paradoxo do desejo pelo outro

A palavra pode soar um tanto sofisticada, mas o significado de “paradoxo” é bem simples: aquilo que é e não é. Ou seja, algo que não tem lógica, nem nexo, e se apresenta de uma maneira contraditória. Um bom exemplo … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , | 2 Comentários

Reencontros e despedidas

Quando nascemos, parece que somos colocados em uma linha do tempo contínua, sem que saibamos exatamente onde é o começo, o meio e o fim. Simplesmente vamos vivendo as experiências que surgem ao longo do caminho, mas não temos uma … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

A morte do homem de ferro

Após intenso lobby do meu filho para que eu fosse assistir Avengers, me deixei convencer. Diria mesmo que senti meus princípios sendo corrompidos quando comprei o bilhete do cinema. Por outro lado, confesso, o fato de estar pagando meia ajudou … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , , | 2 Comentários

Nada é o que parece ser

Sempre ouvi dizer que as coisas não são exatamente como parecem ser. Inclusive, me lembro da propaganda de um shampoo contra caspa que usava exatamente este chavão para promover a ideia de que tomamos por pressuposto algo, acreditando que é … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , | 1 Comentário

Tudo certo como dois e dois são cinco

Transformar o mundo? Não! Não se trata mais de mudar o mundo. Ele é o que é, exatamente do jeito que precisa ser para acolher as mais diferentes necessidades de crescimento espiritual dos seres que aqui transitam. O mundo não … Continuar lendo

Publicado em Meditando | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | 3 Comentários

Saboreando a montanha russa

A imagem de uma montanha russa descreve claramente nossa passagem por esse mundo: você compra o ticket na chegada e já embarca no vagão com frio na barriga, pois sabe que irá experimentar fortes emoções. A existência dos trilhos não … Continuar lendo

Publicado em Meditando | Marcado com , , , , , , , | 1 Comentário