Arquivo da categoria: Crônicas, contos e poemas

Crônicas, contos e poemas diversos.

A bagunça nossa de cada dia

  Arrumar a rosqueta da parafuseta parece tarefa das mais fáceis. Quase ninguém imagina o desafio que se esconde por detrás dessa incumbência e, tampouco, a grandeza da missão. Talvez este assunto nem merecesse alguma reflexão ou os poucos minutos … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Valeu pela surra!

Depois de Nietzsche, dessa vez é hora de acender uma luz com os homens comuns. Mas, talvez, seja mesmo o caso de acender uma vela pelos homens confusos e implorar para que a Santa Padroeira das Compras tenha compaixão de … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Acendendo uma luz com Nietzsche

A filosofia tem o dom de nos convidar a percorrer outras dimensões. É uma espécie de “pílula vermelha” que dá o acesso ao matrix existencial. Até podemos ficar tentados a escolher o comprimidinho “azul” (cuidado para não confundir as drogas … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , | 10 Comentários

Um par de pés

Quanta inspiração pode provocar um par de pés? Impossível mensurar. Mais fácil é se render ao convite para percorrer os mesmos passos e voltar no tempo. Mas que caminhos foram esses que os trouxeram até a eternidade deste clique? Em … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , , | 2 Comentários

Virando chinesa

  As histórias do cotidiano são infindáveis. Quando a gente pensa que acabou, está apenas começando. Um tanto parecido com a vida em si: segue a lógica da eternidade: intensa, enquanto o momento presente dura, e tão impermanente quanto o … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

A voz alta da consciência

Hora do rush. Não temos como escapar do cenário caótico, turbinado pelo vai-e-vem dos carros, ônibus e das milhares de pessoas que fazem lembrar um formigueiro em plena atividade. Visualmente, chega a ser assustador todos aqueles corpos passando uns pelos … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , , , , | 2 Comentários

Vendo o visível, enxergando o invísivel

Quando eu era adolescente fiz um um curso de fotografia na escola em que estudei durante o intercâmbio. A ideia de registrar tudo me atraia e, empolgada, adquiri minha primeira câmera. Claro, na época, tudo era manual e ainda usávamos … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , , , , , | 6 Comentários