Arquivo da categoria: Crônicas, contos e poemas

Crônicas, contos e poemas diversos.

Natal sem razão

Os sábios e despojados pregam a máxima de que é melhor ser feliz do que ter razão. Motivos não faltam. Cada um de nós poderia listar, pelo menos, uma dezena deles. Portanto, reconheçamos: adotando-se tal paradigma, a convivência em grupo … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , , | 4 Comentários

O pescador e o alpinista: o êxtase da existência

“Existe uma realidade aqui, neste lugar em que estamos agora, e outra mais além. Num mundo diverso, porém não necessariamente com mais diversão.” Em outras palavras, esse pensamento ocupava a mente do pescador durante a travessia do grande lago. Seus … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , , | 1 Comentário

Amor contemporâneo?

Por mais clichê que pareça, muita gente acredita que amar é uma arte compreendida apenas pelos grandes artistas. Elas se apegam à versão idealizada do amor, acessível somente para pessoas especiais, em ocasiões singulares. Uma ideia romântica que circula a … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , , , | 2 Comentários

O charuto de Freud

Atravessar o deserto interior exige tempo, discernimento, disposição, coragem e bom humor. Há quem escolha outros ingredientes, mas tudo bem! A validade deles consiste na preferência de cada pessoa, pois tudo é relativo e depende do contexto em que estamos. … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , , , , | 2 Comentários

Levada da breca!

“A penosa arte de se divertir”. Este, sim, deveria ser o título de um livro sobre a vida daquela mulher. Nascida numa grande família, passou a infância rodeada pelos irmãos e vários primos. Juntos, aprontavam todas. Só que ela se … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas | Marcado com , , , , , , | 1 Comentário

Fogo no Rio de Janeiro

Era uma quarta-feira como outra qualquer. Sem nenhuma expectativa. Apenas o trivial: acordar, sair para o trabalho, voltar para casa e dormir novamente. Nos intervalos, o dia seria preenchido pelas mesmas atividades. Mas nada disso reduzia a alegria de viver. … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas | Marcado com , , , , , , , , | 1 Comentário

Só mais um cochilo, por favor!

Oh lindo! Parece que o sol está se levantando. A vida lá fora já dá sinais de que a vizinhança desperta. O dia promete agitação. Cheio de trivialidades para garantir o funcionamento da engrenagem. Mas repleto de acontecimentos e relatos … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas | Marcado com , , , , , | 1 Comentário