Arquivo do autor:Andrea Silveira

Nós, mulheres, somos raras!

Era final da tarde, o sol estava se recolhendo e as mulheres terminando o primeiro turno de trabalho. Alinhadas com enormes fardos de folha de chá na cabeça, aguardavam sua vez para pesar a produção do dia, antes de voltarem … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , , , | 2 Comentários

O bálsamo do perdão

Sempre me disseram, diferentes pessoas e em momentos diversos, que o ressentimento faz muito mal para o nosso coração. Tem até aquela frase célebre, atribuída ao Shakespeare, ensinando: “a raiva é um veneno que bebemos esperando que os outros morram”. … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , , , | 2 Comentários

Uma causa pra viver e pela qual lutar

Não importa qual, diziam os existencialistas, mas é necessário ter um sentido de vida. E a verdade é bem essa mesmo: se você não sabe para qual direção caminhar, não tem “vento a favor” que resolva. A ventania logo se … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , , | 1 Comentário

As pessoas tóxicas de cada dia

É bem provável que todas as pessoas, sem exceção, conheçam, com maior ou menor grau de intimidade, pelo menos um “anão zangado”. Ele se multiplicou como os Gremlins e agora estão espalhados pelo mundo, resmungando pelos cantos e maldizendo as … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , | 1 Comentário

O anjo do bem-mal

Um dia desses, me lembrei novamente da história da gotinha que evaporou do rio e teimava se reconhecer como chuva, enquanto precipitava sobre o oceano (https://ascendendoaluz.wordpress.com/2013/08/28/festa-com-as-estrelas/). Verdadeira crise de identidade, tolinha. No frigir dos ovos ou, para manter a lógica … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Almoços de domingo

Os almoços de domingo costumam ser uma marca importante na vida de algumas famílias. Esse hábito de reunir todo mundo em torno de uma refeição é conhecido por muitos e inspira diversos poetas e escritores. O Luiz Fernando Veríssimo, por … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , , | 1 Comentário

Quando a primavera floresce no outono

Fui promovida, há alguns anos (poucos!), para a categoria das “senhoras”. O processo se deu de forma nada gradativa, nem sutil. Simplesmente, da noite para o dia, comecei a perceber que eu já não era “você” e que as pessoas … Continuar lendo

Publicado em Crônicas, contos e poemas, Meditando | Marcado com , , , , , , | 1 Comentário