Quando chega o outono

"O bem mais valioso que um ser humano possui é sua experiência de vida." Belíssimo trabalho que reúne 36 depoimentos maravilhosos.

“O bem mais valioso que um ser humano possui é sua experiência de vida.”
Belíssimo trabalho que reúne 36 depoimentos maravilhosos.

As histórias são inúmeras. Todas igualmente intensas. O enredo revela momentos de alegria e tristeza, encantos e desencantos. Descreve encontros amorosos, realizações profissionais e rupturas com paradigmas sociais. Celebra a alma feminina e acende uma luz especial, por onde brilha o papel da maternidade. A obra em questão chama-se Maturidade Revista e nos presenteia com depoimentos, organizados por Rosana Hermann.

Sabiamente escolhidas, as protagonistas contam sobre suas vidas e como superaram algumas dificuldades. Mulheres fortes, (re)conhecidas ou não. Pessoas que fazem diferença nas esferas por onde transitam, em casa e fora dela. O mais importante, porém, é o ponto que liga as emoções explícitas nas narrativas: o outono.

Estação do ano em que a natureza se prepara para a restauração das forças vitais. Fase de transição necessária entre o velho e novo. O que perdeu a vida resseca e cai. Os grandes sacrifícios se tornam conquistas fundamentais para garantir a renovação do belo e do essencial. Depois de fabricar o néctar e fazer sombra para aplacar o calor, a natureza se livra do peso morto para respirar em harmonia.

Há quem diga que a primavera é a estação mais linda do ano. Época em que a jovialidade das flores e o frescor do seu perfume atraem a atenção e o interesse das abelhas. Propícia para o acasalamento e reprodução das espécies. Mas é no outono que a sabedoria brota, discernindo as boas raízes e a essência da vida. Selecionando aquilo que realmente vale a pena guardar.

Alguns defendem que a vitalidade do verão é melhor para nos aquecer. As chamas se acendem, a luz fica mais intensa e o mundo externo, mais convidativo. Mas são os ventos que sopram no outono os mais capazes de manter a mesma brasa acesa. E seus gravetos, os que melhor conseguem provocar faíscas e acender novas fogueiras.

É preciso deixar cair algumas folhas para fortalecer a árvore.

É preciso deixar cair algumas folhas para fortalecer a árvore.

Maturidade é assim, como o outono. Tudo fica melhor. É quando nossos erros e acertos têm o mesmo peso porque servem para a mesma causa. E somos capazes de deixar cair algumas folhas (des)necessárias para favorecer nosso crescimento. Os esforços realizados ao longo das outras estações frutificam em forma de serenidade, aceitação, felicidade plena. É neste ciclo que alinhamos raízes (valores), tronco (corpo) e folhas (pensamento). Momento de inteireza, permitindo avaliarmos o que foi e nos abrirmos para o tempo do inusitado. Jardim em que nos encontramos com as próprias verdades e corajosamente construímos atalhos para o horizonte.

A vida é uma metáfora da natureza. Existe uma imensa possibilidade de ser, organizada em diferentes ciclos. Cada estação nos oferece o que tem de melhor e pior. É preciso degustar todas essas probabilidades no seu tempo. Mas é imprescindível guardar apenas o sabor daquilo que contribui para equilibrar o metabolismo da nossa alma.

Quando o outono chega… Espera um pouco: já estamos no inverno!

Esse post foi publicado em Meditando e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Quando chega o outono

  1. Maryslaini disse:

    sou sua fã !!!

  2. sonia silveira disse:

    Qdo comecei a lecionar, no Estadão, a D. Maria Alves (vc se lembra dela?) dizia que chegando a primavera, os alunos mudavam o comportamento. Ficavam mais irrequietos, ágeis, falantes… E, realmente, acontecia…. Ela dizia que os adolescentes “desabrochavam”, como as plantas. E, passei a ficar atenta… Sábia, não? Lendo seu texto me lembrei dela… Bjs

    • Me lembro dela sim. E da época do Estadão. Nossa… o tempo realmente voa! Também concordo com a observação: primavera é o desabrochar. Uma verdadeira descoberta. E ainda bem que temos o outono para nos ajudar a lidar com esse florescer de maneira mais serena. Bjkas nostálgicas 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s