Tesouros absolutos

Outro dia recebi uma mensagem dizendo que uma pessoa havia passado em minha vida e deixado marcas importantes. Imediatamente me perguntei: nossa… quem seria? Simplesmente não pude responder. Centenas de rostos, imediatamente, ocuparam minha lembrança e uma série infindável de situações significativas tomou conta da minha atenção. Imaginei, então, como seria difícil se tivesse que escolher uma pessoa, um fato, uma marca. Ao mesmo tempo, como seria difícil se não tivesse nenhuma escolha.

Há tanto para se pensar sobre isso…

Na primeira volta do caleidoscópio procuro a definição do que é “importante”. Talvez, dizer que “tudo o que acontece na nossa vida importa” possa soar um tanto hipócrita. Mas, olhando a nossa existência como uma “teia”, fica impossível afirmar que um simples fato não tenha relevância. Nessa perspectiva, cada peça do quebra-cabeça tem o seu devido valor, por menor que seja.

Um evento está de mãos dadas com outros e, juntos, formam acontecimentos para os quais atribuímos o status de uma marca. Uma marca, portanto, não pode ser definida somente a partir do impacto que um conjunto de eventos provoca em nossas vidas. Um “pequenino grão de areia” pode ser, igualmente, reconhecido com tal status.

Então, tudo importa!

Na segunda volta do caleidoscópio os olhos alcançam os rostos e procuro a definição de “pessoas”. Aquelas com as quais convivemos intimamente ou aquelas com as quais cruzamos esporadicamente? O que seria necessário para que um alguém ganhasse um papel reconhecidamente importante em nossas vidas? Que qualidades essa pessoa deveria ter?

De alguma forma, as pessoas nos marcam. Muitas vezes nem sabemos exatamente por que, nem como. Mas a sua energia fica impressa na nossa e só vamos nos dar conta disso, se nos dermos conta algum dia, muito tempo depois.

Então, todos importam!

Tudo e todos são tesouros que nos enriquecem, amparando nossas descobertas, impulsionando nossa evolução. Tudo e todos deixam marcas. Por isso é possível dizer:

nossas vidas

nossos sonhos

nossas lutas

nossas conquistas

nossas derrotas…

um sentido

um caminho

de ser, fazer sentir

amar, ser amado

contemplar, ser contemplado

espaço infinito

de forma, de cor

de amor, desamor

dor perdida

arde o coração…

solidão

mas vivemos

choramos

mas cantamos

pulamos e somos

tudo e todos…

Anúncios
Esse post foi publicado em Meditando e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s