Um olhar sobre o Aconcágua

Penúltimo dia da fase dos prazeres mundanos. Ainda assim consigo mesclar as distrações com um tanto de meditação e contemplação. Digamos que a paisagem ajuda bastante.

aconcagua2 aconcagua3 No alto do Aconcágua me sinto ser invadida pelo universo. Meu corpo treme, mas desta vez é por causa do frio e do vento gelado cortando a pele. Os olhos se enchem com a belíssima imagem da cordilheira e emociona o coração. Como pode o mundo ser tão diferente? Já no Atacama me perguntava se realmente estava no planeta Terra…

A diversidade geográfica, climática, cultural, social, étnica, é realmente imensa e nos coloca de frente para o diferente. Isto, considerando apenas o nosso “planetinha velho de guerra”.

Imagine se olharmos, então, para as outras galáxias. Imagine se tivéssemos, de fato, acesso às várias dimensões que nos circundam.

Mesmo com tanta pluralidade, ainda assim é possível encontrar um ponto de conexão. Aquele ponto de intersecção onde todos nós existimos igualmente.

Enfrento novamente a serpentina do Aconcágua para descer e enterro, de uma vez por todas, o medo das curvas em precipícios. Mas também, com tantos outros pensamentos ululando, estava simplesmente absorta e entregue àquela realidade. O mundo não parecia ter fim e até mesmo o horizonte se perdia da minha vista.

De volta às vibrações urbanas, nada melhor do que uma despedida cultural. Sentei-me num desses bistrôs, com cadeiras na calçada para uma taça de vinho. Agradeci a Deus por tudo!

Anúncios
Esse post foi publicado em Meditando e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s